quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

6 dicas para salvar seu celular molhado

1. Não fique olhando para o aparelho e imaginando o que fazer. Retire-o imediatamente da água. Dez segundos é tempo suficiente para a água entrar no aparelho.

2. Tão importante quanto retirá-lo da água é remover a bateria. Lembre-se que a água é totalmente prejudicial aos aparelhos eletrônicos, por esse motivo é totalmente necessário eliminar qualquer fonte de alimentação. Não coloque a bateria no aparelho até ter certeza de que ele esteja seco.

3. Salve seu cartão SIM. A grande vantagem dos chips de telemovel é permitir que você possa utilizá-lo em outro aparelho, preservando as informações contidas nele. Enxugue-o e guarde. Se o aparelho não puder ser aproveitado, pelo menos você não perderá sua agenda de contatos, por exemplo.

4. Para secar imediatamente o aparelho, utilize uma toalha ou guardanapo. Se o aparelho caiu no mar ou na privada, lave-o com água limpa, pois a urina e a água salgada podem causar danos permanentes ao aparelho. Uma outra alternativa, é lavá-lo com água destilada, pois não causa oxidação.

5. Não adianta ter pressa. Você precisará aguardar, no mínimo, 24 horas até tentar liga-lo novamente. Para isso, uma boa dica é mantê-lo dentro de um recipiente coberto de arroz cru. Pode parecer esquisito, mas o arroz ajuda a absorver a umidade. Além disso, você pode coloca-lo em cima de uma TV ou monitor. Estes eletrônicos emitem calor e secam suavemente o aparelho.

6. Quando você tiver certeza de que o aparelho esteja seco (uma boa dica é observar se o visor não está embaçado), é hora de ligar. Caso não obtenha sucesso, tente novamente alguns dias depois. Se uma nova tentativa não surtir efeito, não tente de maneira alguma aquecer o aparelho, sobretudo a bateria, pois pode causar explosão – escolha leva-lo numa assistência técnica, mas lembre-se: a garantia não cobre acidentes dessa natureza. Além disso, a maioria dos aparelhos possuem lacres que indicam se o aparelho foi molhado.br>

O que fazer quando o celular fica molhado?

A água pode danificar, e muito, o seu dispositivo. A umidade representa perigo ao hardware, por isso, a primeira coisa é não tentar, de forma alguma, ligar o aparelho novamente. Você não vai querer mandar uma descarga elétrica para componentes internos molhados, certo? Isso fritaria os circuitos dele. Caso o aparelho tenha permanecido ligado após o “mergulho”, desligue-o o mais rápido possível, pois assim, as chances de danificar o hardware serão menores. Retire também o cartão SIM e o microSD. Dito isso, abaixo seguem alguns passos que, se realizados em tempo, poderão recuperar o smartphone afogado. Meu celular caiu na água: seque o aparelho Com o aparelho desligado, a primeira coisa a fazer é secá-lo por fora. Para isso, utilize uma toalha com boa absorção ou mesmo papel de cozinha. Na falta destes, use papel higiênico. Assim, a água que estava por fora não representará mais um perigo ao telefone quando este for desmontado.
Meu celular caiu na água: remova da bateria (se possível) O objetivo de retirar a bateria é dar espaço para a água evaporar, pois a ideia é fazer com que o telefone seque naturalmente. É importante notar que, quando o aparelho seca de forma natural, as chances de que volte a funcionar são altas.
Meu celular caiu na água: desmonte o aparelho Apesar da ideia ser de secagem natural do aparelho, podemos contribuir um pouco mais para este processo, abrindo-o com a ajuda de uma chave de fenda, retirando, assim, a parte traseira que envolve o smartphone. Importante: trata-se de abrir apenas a parte traseira do aparelho. Se você não tem experiência, não tente nada mais do que isso. Após abrí-lo, é bem possível que você encontre água sobre os componentes internos. Neste caso, utilize novamente o papel de rolo de cozinha, cuidadosamente, para absorver as gotas que permaneceram.
Meu celular caiu na água: aspire o aparelho à mão Todas as dicas neste artigo devem ser realizadas com muita cautela, pois lembre-se: o objetivo é recuperar o aparelho e não terminar de destruí-lo. Sendo assim, outra possibilidade que auxilia no processo de secagem natural do telefone é utilizar um aspirador de pó para sugar a água e a umidade de dentro do dispositivo. Porém, lembre-se de não deixar nenhum parafuso próximo à boca do aspirador ou qualquer outro objeto que possa ser sugado pelo eletrodoméstico.
Meu celular caiu na água: remova a umidade Em seguida, coloque o aparelho em um recipiente com arroz cru por cerca de 24 horas. Porém, preste atenção: coloque apenas um dos lados do aparelho em contato com o arroz. Assim, nenhum resíduo do grão vai entrar no aparelho. O arroz vai sugar a umidade, deixando o seu smartphone sequinho. È importante que o recipiente esteja fechado para que o arroz absorva a umidade do celular e não a do ambiente externo. Um bom pote neste caso seria um Tupperware ou uma vasilha fechada com plástico filme. Meu celular caiu na água: ligue o aparelho (e cruze os dedos) Depois destes cinco passos, junte todas as partes - capa traseira, parafusos, cartões e bateria - e ligue o aparelho novamente. Caso o telefone não funcione, é porque o banho que ele levou durou muito tempo e a melhor opção mesmo é levá-lo para a assistência técnica.
Proxima  → Página inicial